HOJE
Proprietários
voltar

TROIA MARINA

Normas

Nas imediações da TROIA MARINA é possível avistar roazes
A presença de embarcações pode perturbar as suas rotinas - descanso, captura de presas, socialização e reprodução - pelo que contamos consigo para cumprir as seguintes regras:
  • Evite mudanças bruscas de direcção e de sentido no rumo da sua embarcação.
  • Evite fazer ruídos, na proximidade dos roazes, que os perturbem ou atraiam.
  • Não exceda a velocidade de deslocação dos roazes.
  • Esteja atento à aproximação de outros roazes.
  • Mantenha um rumo paralelo, e pela retaguarda dos roazes, de modo que estes tenham um campo livre de 180° à sua frente.
  • Posicione a sua embarcação num sector de 60º, à retaguarda dos roazes.
  • Não permaneça mais de 30 minutos na proximidade de um grupo de roazes.

Relembramos que as seguintes actividades são interditas

  • Perseguir ou provocar a separação do grupo de roazes.
  • Tocar nos roazes.
  • Alimentar os roazes.
  • A aproximação de uma embarcação, a menos de 30 minutos, de qualquer roaz.
  • A aproximação aos roazes, cuja proximidade à costa condicione os seus movimentos relativamente à embarcação.
  • A utilização da marcha à ré, na proximidade de um grupo de roazes, salvo em situações de emergência.
  • A aproximação activa dos roazes por nadadores.
  • A utilização de jet-skis, motos de água e veículos afins na observação dos roazes.
  • A permanência, de mais de três embarcações, num raio de 100 metros ao redor dos roazes.

A observação dos roazes deverá ser, imediatamente interrompida, caso detecte algum dos seguintes sinais de perturbação

  • Alteração marcada da direcção e da velocidade dos roazes.
  • Natação evasiva e repetido afastamento da embarcação.
  • Prolongamento do tempo de mergulho e/ou diminuição do tempo, à superfície, após a aproximação da embarcação.
  • Batimentos repetidos da barbatana caudal na superfície da água.
  • Movimentos dos adultos para afastarem as crias ou para se interporem entre elas e a(s) embarcação(ões).

Contamos consigo

Se encontrar um animal ferido, aparentemente debilitado, ou morto, ou se presenciar algum acto que viole estas normas, deverá comunicar de imediato às autoridades marítimas

Polícia Marítima

 265 548 275

troiamarina
 265 499 000/ 333

O Roaz (Tursiops truncatus)

A população de roazes do Sado é constituída por 28 indivíduos. Esta população é única em Portugal e umas das poucas populações europeias que vive em estuários.
O roaz, ou roaz-corvineiro é um golfinho fácil de identificar: tem cerca de 2 a 4 metros de comprimento, dorso cinzento e a zona do ventre um pouco mais clara, um bico pronunciado e pesa entre os 150 a 600 kg.
A sua alimentação é muito variável, sendo composta por peixes, cefalópodes (chocos, lulas e polvos) e invertebrados. Na detecção de presas utilizam o seu sistema de ecolocação para procurar alimento.
A maturidade sexual é atingida entre os 11 e 12 anos. A gestação dura 10 a 12 meses e cada fêmea tem uma cria, a cada 2 ou 3 anos. Podem viver 30 a 40 anos.